Páginas

Interlínguas Toolbar

Baixe e instale a minha Barra de Ferramentas! Compatível com Firefox e Internet Explorer, ela já vem com Tradutor Babylon instalado e rádio online para você escolher seu próprio estilo musical! Com ela você também ficará SEMPRE atualizado com o que for postado no site. Após a instalação você pode personalizá-la a vontade. E o melhor de tudo: 100% grátis!
toolbar powered by Conduit

Download INFO - Windows

Fique por dentro das atualizações

Clique no botão abaixo para saber sempre que houver novas postagens e arquivos.

 Subscribe in a reader

Publicidade

domingo, 1 de setembro de 2013

Planilha de Notas - Inglês 1º e 2º Colegial

Resultados da P1 de Inglês disponíveis para visualização no link: 

domingo, 7 de abril de 2013

PLANILHAS DE NOTAS

Já estão disponíveis para visualização as planilhas de notas de espanhol (6º ano a 2º colegial) e inglês (1º a 2º colegial).

Procurem sua  turma no Painel Esquerdo.



Atenção: P2 de espanhol ainda não disponível.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

INGLÊS: Preposições sem dúvidas!


quarta-feira, 11 de abril de 2012

OI: Simples assim... ou nem tanto?


Quem vê a Oi pleiteando o reajuste da tarifa da ligação fixo/móvel, inclusive com ação na Justiça contra a Anatel, poderia se perguntar: quem é a Oi?
Nós respondemos. A empresa faz parte do grupo que, em 1998, no processo de privatização do Sistema Telebrás, foi montado para não ganhar a concessão. Apesar disso, acabou levando 16 estados da Federação com apenas 1% de ágio sobre o valor proposto para a venda das empresas de telecomunicações que compunham essa área. Os recursos vieram, em boa parte, dos cofres públicos. Tanto que, ainda hoje, o governo detém 49% das ações da empresa – parte via BNDES (13%) e parte dos fundos de pensão – Previ, Petros e Funcef. Como acionista, o governo tem assento no Conselho de Administração da empresa.


Por causa disso, a Oi sempre se vangloriou de ser um grupo verdadeiramente nacional. E era, até a entrada da Portugal Telecom. Só que mesmo antes disso a Oi jamais teve qualquer compromisso com a indústria nacional, muito menos com o desenvolvimento e a pesquisa no país.  Em 2008, quando assumiu o controle da Brasil Telecom, a empresa chegou a se comprometer a investir em pesquisa e na compra de equipamentos nacionais. Nada disto ocorreu. Ciência e tecnologia brasileiras nem de longe estiveram entre as suas prioridades.

Em 2010, quando estabeleceu sua parceria com a PT, prometeu mais uma vez investir  em tecnologia, utilizando a expertise da empresa portuguesa, para implementar fibra ótica na última milha. E ainda anunciou que a inclusão no cenário internacional seria um dos seus desafios, chegando até mesmo a países africanos. No primeiro caso, ainda está engatinhando. No segundo, não há, pelo menos publicamente, nenhum projeto de alcançar outro continente.

Ainda em 2010 quando o governo federal lançou o PNBL (Plano Nacional de Banda Larga), a Oi não economizou nas promessas e se colocou como a grande empresa que poderia dar suporte a este plano com sua rede nacional.

Não só nada disso se efetivou como, contrariando as expectativas do seu discurso, a concessionária se juntou às outras empresas no combate às cláusulas relativas à  expansão da banda larga. E tenta descaracterizar o Termo de Compromisso assinado com a Anatel e o Ministério das Comunicações, refutando, sempre que possível, as metas de qualidade propostas pela Agência.

De quem é a responsabilidade por esse comportamento da Oi? Dos empresários que compõem o seu Conselho de Administração ou dos representantes do governo e dos fundos de pensão que não interferem na política definida pela empresa?
Como o descompromisso com o Estado e a sociedade faz parte da natureza dos empresários, que visam única e exclusivamente o lucro, é fácil concluir qual a resposta correta.

Afinal, o que faz o governo neste Conselho de Administração, se já abriu mão de parte desse poder para garantir a entrada da Portugal Telecom na Oi e continua a demonstrar total desinteresse em interferir na política da empresa? É essa postura passiva que influencia diretamente não só no descumprimento de metas de qualidade como nas políticas públicas governamentais, dentre elas a universalização da banda larga brasileira.

Por que o governo não cobra mais coerência da Oi, supostamente a grande parceira do Estado brasileiro? A Oi nunca deu qualquer bom exemplo à iniciativa privada. Ela poderia reduzir a assinatura básica, permitindo maior acesso da população aos serviços de telefonia fixa. Poderia se comprometer com a política do Aice (Acesso Individual Classe Especial) proposto, justamente, para viabilizar a telefonia fixa para os mais pobres. A Oi nunca fez nada disso.

E a questão não atinge apenas os usuários. O nível de terceirização na Oi é escandaloso. Milhares de trabalhadores que prestam serviço à empresa na instalação e manutenção da rede de telefonia e na área de teleatendimento - neste último caso via sua subsidiária, a Contax -, são submetidos a salários e condições de trabalho aviltantes.

O Instituto Telecom volta a cobrar do governo federal que assuma o seu papel e discuta as suas responsabilidades dentro do Conselho de Administração da Oi. Afinal, ela se comporta como uma empresa qualquer, sem nenhum compromisso público. A grande pergunta é: o que o Estado pretende da Oi? Uma questão simples assim.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Dica quente: Gerador de História em Quadrinhos

Se queriam uma ferramenta útil, simples e fácil de usar, aqui está: toondoo.com 




O ToonDoo é uma ferramenta perfeita para crianças, jovens e adultos, pois propicia um jeito muito fácil e divertido de criar cartoons totalmente personalizados, sem a necessidade de quaisquer habilidades em desenho.Ele traz um ambiente completo para você soltar a imaginação e criar os mais variados tipos de tirinhas, onde é você quem define cada detalhe das cenas, sendo que os elementos já estão prontos para serem aplicados ao seu painel.Você vai poder mudar os cenários e os personagens com liberdade total, como se estivesse criando um painel de colagens. Assim, não é necessário mais do que alguns minutos para formar historinhas de humor, suspense, romance, drama ou com mais quantos conteúdos que você imaginar. Ao fim de cada criação, você ainda pode salvá-las na sua conta do serviço ToonDoo, para acessar sempre que quiser e também com a possibilidade de divulgá-las no site para que os outros usuários conheçam os seus potenciais "artísticos".Como usar?Ao entrar no site, você precisa apenas criar uma conta simples, contendo um nome, uma senha e o seu endereço de e-mail. Então, depois de se registrar, você já pode iniciar as suas criações clicando no botão "Create your own", pois não é necessário nenhum tipo de ativação da conta e você pode ir direto ao assunto.Uma nova janela é aberta e nela você vai conferir um painel para selecionar personagens, fundos, balões de diálogo, objetos, animais e outros elementos do cenário, assim como vai poder acessar ferramentas para redimensionar, rotacionar, inverter e mudar a posição dos elementos na cena.Você ainda pode criar personagens novos com personalização total, armazenando-os em uma galeria especial para depois aplicar às suas tirinhas. Dessa forma, vai poder escolher exatamente como os protagonistas das suas histórias vão ficar, incluindo como serão olhos, boca, nariz, formato da cabeça, roupas e até expressões faciais. 

Vale a pena usar e recomendo 100%!  

terça-feira, 13 de março de 2012

ESPANHOL: O Acento Diacrítico


Acento Diacrítico é usado para diferenciar as palavras conhecidas como homógrafas.
As palavras homógrafas são aquelas palavras pronunciadas e grafadas do mesmo modo, mas que são diferentes quanto ao sentido.
1. el (o) / él (ele)
2. mi (meu) – mi (mi – nota musical) /  (mim)
3. tu (teu) /  (tu, você)
4. de (de – preposição) – de (letra de) /  (imperativo do verbo dar)
5. se (se – pronome) /  (imperativo do verbo ser) / (presente do indicativo do verbo saber)
6. si (se – conjunção) – si (nota musical) /  (pronome) – (sim)
7. mas (más – conjunção) – más (mais – advérbios de quantidade)
8. te (te – pronome) – te (a letra te) /  (chá)
9. aun (até, inclusive) / aún (ainda)
10. solo (solo – musical) – solo (só, sozinho) / sólo (só, somente)
Veja, abaixo, um quadro que mostra ocorrências do acento diacrítico, em espanhol:
AUN (advérbio)
Me Dio El y aun los cuadernos.
AÚN (pronome)
La ropa no se ha secado aún.
Aún no la llamó su novio por teléfono.
DE (preposição)
No podemos vir de excursión.
Él viene de la universidad.
Las 2 de la tarde.
DÉ (verbo dar conjugado na forma imperativa)
Déle más dinero.
Déle los ejercicios.
EL (artigo definido)
El coche está delante de la casa.
El garaje está AL lado de la casa.
¿Por dónde va el coche?
El gato está debajo de la silla
ÉL (pronome pessoal)
Él vá a casa.
Él está enfermo.
Él está muy gordo.
Él viene de París.
MAS (conjunção)
Quise arrendarlo mas me salía muy caro.
MÁS (advérbio)
El más simpático de la clase.
¿Es esta iglesia la más antigua de la ciudad?
MI (adjetivo possessivo)
Mi casa está lejos del teatro.
Mi apartamento está entre la estación y correos.
Mi piso es pequeño.
MÍ (pronome relativo)
No, a mí no me gusta la música clásica.
SI (conjunção)
Si el radical acaba en vocal, el gerundio acaba en –gendo.
SÍ (advérbio ou pronome relativo)
Sí, tengo bastante.
Creo que sí.
SOLO (substantivo ou adjetivo)
Ellos se encuentran solos.
Mi hijo está solito
SÓLO (advérbio)
Ayer sólo dormí dos horas.
No, sólo comprendo un poco.
Cuando era joven, sólo pensaba en divertir me.
TE (pronome)
Te doy este encargo.
Te digo la verdad.
TÉ (substantivo)
Quiero té de naranja.
Me gusta el té morado.
TU (adjetivo possessivo)
¿Dónde está tu coche?
Tu casa está cerca de la universidad.
Mi zapato está debajo de tu cama.
TÚ (pronome pessoal)
Tú no oyes has noticias.
Tú fumas mucho.
Tú estudias demasiado.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

ENGLISH REGULAR VERBS: lista simples

Boa tarde pessoal. Segue abaixo uma pequena lista com verbos REGULARES em inglês. As listas com verbos irregulares são bastante comuns, mas com regulares, nem tanto! Espero que seja útil!


Bom estudo!


TO ADD
ADDED
ADDED
TO ANSWER
ANSWERED
ANSWERED
TO ARRIVE
ARRIVED
ARRIVED
TO ASK
ASKED
ASKED
TO BORROW
BORROWED
BORROWED
TO CALL FROM
CALLED
CALLED
TO CANCEL
CANCELED
CANCELED
TO CHANGE
CHANGED
CHANGED
TO CLOSE
CLOSED
CLOSED
TO COMPARE
COMPARED
COMPARED
TO CONTINUE
CONTINUED
CONTINUED
TO COOK
COOKED
COOKED
TO CORRECT
CORRECTED
CORRECTED
TO COUNT
COUNTED
COUNTED
TO DANCE
DANCED
DANCED
TO DECIDE
DECIDED
DECIDED
TO DESCRIBE
DESCRIBED
DESCRIBED
TO EARN
ERANED
EARNED
TO EMPHASIZE
EMPHASIZED
EMPHASIZED
TO ENJOY
ENJOYED
ENJOYED
TO EXPLAIN
EXPLAINED
EXPLAINED
TO FILL IN
FILLED IN
FILLED IN
TO FINISH
FINISHED
FINISHED
TO FIX
FIXED
FIXED
TO FOLLOW
FOLLOWED
FOLLOWED
TO HAPPEN
HAPPENED
HAPPENED
TO HELP
HELPED
HELPED
TO INCLUDE
INCLUDED
INCLUDED
TO INVITE
INVITED
INVITED
TO JOG
JOGGED
JOGGED
TO LEARN
LEARNED
LEARNED
TO LIFT
LIFTED
LIFTED
TO LIKE
LIKED
LIKED
TO LISTEN TO
LISTENED TO
LISTENED TO
TO LIVE
LIVED
LIVED
TO LOOK
LOOKED
LOOKED
TO MARK
MARKED
MARKED
TO MATCH
MATCHED
MATCHED
TO MIND
MINDED
MINDED
TO MISS
MISSED
MISSED
TO NEED
NEEDED
NEEDED
TO NUMBER
NUMBERED
NUMBERED
TO OCCUR
OCCURED
OCCURED
TO OFFER
OFFERED
OFFERED
TO OPEN
OPENED
OPENED
TO PAINT
PAINTED
PAINTED
TO PARK
PARKED
PARKED
TO PLAY
PLAYED
PLAYED
TO PRACTICE
PRACTICED
PRACTICED
TO RECEIVE
RECEIVED
RECEIVED
TO RELATE
RELATED
RELATED
TO REMEMBER
REMEMBERED
REMEMBERED
TO RENT
RENTED
RENTED
TO REPLACE
REPLACED
REPLACED
TO REST
RESTED
RESTED
TO SAVE
SAVED
SAVED
TO SIGN
SIGNED
SIGNED
TO SMOKE
SMOKED
SMOKED
TO SNEEZE
SNEEZED
SNEEZED
TO SPELL
SPELLED
SPELLED
TO STAY
STAYED
STAYED
TO STOP
STOPPED
STOPPED
TO STUDY
STUDIED
STUDIED
TO SUBSTITUTE
SUBSTITUTED
SUBSTITUTED
TO SUGGEST
SUGGESTED
SUGGESTED
TO SUPPOSE
SUPPOSED
SUPPOSED
TO TALK
TALKED
TALKED
TO TRANSLATE
TRANSLATED
TRANSLATED
TO TRAVEL
TRAVELED
TRAVELED
TO TREAT
TREATED
TREATED
TO TRY
TRIED
TRIED
TO TYPE
TYPED
TYPED
TO UNSCRAMBLE
UNSCRAMBLED
UNSCRAMBLED
TO USE
USED
USED
TO VISIT
VISITED
VISITED
TO WAIT
WAITED
WAITED
TO WALK
WALKED
WALKED
TO WANT
WA NTED
WANTED
TO WASH
WASHED
WASHED
TO WATCH
WATCHED
WATCHED
TO WORK
WORKED
WORKED




T.As. DE ESPANHOL

T.As. DE INGLÊS

TRABALHOS DE RECUPERAÇÃO

Anunciantes

De onde você veio